Registar

Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Para aceder às notícias de todas as competições clique no menu que se apresenta já de seguida, podendo assim escolher a respetiva competição à qual deseja ter acesso.

 

CENTRAL MENSAGEIRO CONQUISTA A TAÇA DE LISBOA DUAS ÉPOCAS DEPOIS, APÓS BATEREM A NEW TEAM QUE FOI A GRANDE SURPRESA DESTA COMPETIÇÃO!

 

AMBCV 3-5 Central Mensageiro

Primeira Meia-Final da Taça de Lisboa colocou logo frente a frente o Campeão e Vice-Campeão da Divisão de Elite, num jogo que se podia considerar assim como uma Final antecipada. O jogo começou equilibrado, o Central Mensageiro ainda teve de começar com um guarda-redes improvisado e o AMBCV aproveita bem esse fator para começar a ganhar com Paulo Silva a abrir o marcador no coração da área, após a marcação de um canto. Ainda assim, não se deixando o Central Mensageiro afetar por este golo, parte logo atrás do golo e conseguindo David Fernandes aos 9 minutos e Nuno Silva aos 15 minutos dois golos, levam a sua equipa para o intervalo com a reviravolta consumada. Na 2ª parte o jogo foi equilibrado, mas alguma maior posse de bola por parte do Central Mensageiro foi-lhes dando também maiores situações de perigo. Foi ainda assim primeiro o AMBCV a marcar fazendo Carlos Pinto o 2-2, pouco minutos depois o Central Mensageiro faz o 3-2 por Nélson Paiva, mas heis que surge novamente o empate aos 41 minutos por Armando Gomes, que deixa tudo em aberto para os 9 minutos finais. Central Mensageiro nos últimos minutos, com ataques sucessivos, acabou por ter uma maior força que lhes permitiu chegar ao golo mais duas vezes, fazendo Nuno Silva um hat-trick e vencendo assim o jogo por 5-3, após eliminar o vencedor da competição nas últimas duas épocas.

.

Vulcão FC 2-3 New Team

Vulcão FC entra melhor no jogo e marca cedo com Mamadu Djaló a abrir o marcador aos 6 minutos. A New Team depois do golo sofrido acorda para o jogo e consegue passar para a frente do marcador pouco antes do intervalo com Ricardo Oliveira a marcar aos 20 e 23 minutos, numa fase em que a New Team tinha mais posse de bola e criava mais perigo nas suas jogadas. Ao intervalo estava assim consumada a reviravolta para a New Team que vencia por 1-2. Na 2ª parte o Vulcão FC via-se assim obrigado a correr atrás do resultado e teve assim mais posse de bola, mas falhou constantemente no último terço do campo. O Vulcão FC ainda consegue empatar aos 37 minutos por Ricardo Reis e com esse golo ainda ganha mais força, mas acabaria por ser a New Team que ia defendendo com tudo o empate que se registava, a conseguir mesmo nos minutos finais voltar para a frente do marcador com o golo de Mickael Lavrador a 3 minutos do final. Até final o resultado manteve-se num 2-3, existindo mesmo assim uma surpresa no resultado, que colocou uma equipa da 2ª Liga na Final da principal Taça de Lisboa.

 

Central Mensageiro 6-3 New Team

Numa Final entre equipas que ocupam posições muito diferentes na Superliga, sendo o Central Mensageiro os atuais detentores do título de Campeões da Divisão de Elite e a New Team 3ª Classificada da 2ª Liga, não era assim de estranhar algum maior favoritismo da equipa do Central Mensageiro nesta partida. Apesar disto assistiu-se a uma final com um grande equilíbrio, essencialmente na primeira parte, onde apesar do maior domínio de jogo por parte do Central Mensageiro, viu-se da parte da New Team uma equipa bastante lutadora, que mesmo começando logo a perder aos 2 minutos após um remate indefensável de Rui Sanches, consegue empatar a partida aos 11 minutos com golo de Ricardo Oliveira. Até ao intervalo o poderio ofensivo do Central Mensageiro voltou a fazer estragos na defesa da New Team, fazendo Nélson Paiva mais um golo esta noite, levando a sua equipa para o descanso a vencer por 2-1. Na 2ª parte o Central Mensageiro continuou com uma ligeira superioridade sobre o seu adversário e Nélson Paiva bisa na partida, com novo golo aos 2 minutos, passando o Central Mensageiro a vencer por 3-1. Nunca baixando os braços a New Team sabia que tinha de aproveitar cada oportunidade que tinha, pois foram poucas as que foram tendo ao longo do jogo, e André Parente ainda reduz para 3-2 ao passar do minuto 30. Após este golo, David Fernandes teve nos seus pés uma grande penalidade que procurou bater em jeito por cima do guarda-redes da New Team Mário Teixeira, mas este não se livrou de ficar com o registo da melhor defesa da noite ao ir buscar a bola ao 2º andar quando já se encontrava no chão, mantendo assim o jogo pela margem mínima para a sua equipa. David Fernandes não ficando contente com a grande penalidade desperdiçada compensa a sua equipa logo de seguida com 2 golos aos 33 e 45 minutos que dá alguma segurança ao Central Mensageiro que passa a ver-se a ganhar por 5-2 com apenas 5 minutos para se jogar. Não se rendendo, a New Team ainda marca aos 48 por Igor Ramalho, mas vê novamente o seu adversário marcar logo no minuto seguinte chegando Nélson Paiva ao seu hat-trick nesta partida e concluindo esta partida num 6-3, que grava mais uma vez o nome da Central Mensageiro no histórico de conquistas desta competição.

 

CENTRAL MENSAGEIRO – VENCEDORES DA TAÇA DE LISBOA

 

NEW TEAM – FINALISTAS DA TAÇA DE LISBOA

 

Damaia

Domingo, 16 de Julho.

19h00 – AMBCV 3-5 Central Mensageiro (Taça de Lisboa – Meia-Final)

20h00 – Vulcão FC 2-3 New Team (Taça de Lisboa – Meia-Final)

22h00 – Central Mensageiro 6-3 New Team (Taça de Lisboa – Final)

 

REGRESSADOS BOCA VENCEM A TAÇA SEVENS PELA 2ª VEZ!

 

Atlético Calcitrin 1-10 CP4L

A CP4L não revelou dificuldades em levar de vencida a formação do Atlético Calcitrin. Rafael Silva abriu o marcador logo aos 2 minutos e aos 13 minutos faz o bis. Pouco depois, aos 15 minutos, Paulo Ferreira com excelente remate na passada faz o terceiro, aos 22 minutos Diogo Fernandes faz o 4-0 e ainda antes do intervalo Carlos Mendes chega o 5-0 que se verificava ao intervalo. O Atlético Calcintrin aproveitou o relaxamento da CP4L e à passagem do minuto 30 Bernardo Maan reduz o marcador na sequência de um contra-ataque. A CP4L não demorou a reagir fazendo 2 golos pouco depois, aos 35 e 38 respectivamente e até final não mais deixou o adversário criar perigo chegando ao golo por mais 3 vezes.

 

BOCA 3-1 Mamas FC

Partida muito bem disputada, ambas as formações mostraram qualidade, mas os BOCA foram sempre mais perigosos revelando consistência e solidez, tanto defensiva como ofensivamente. Os Mamas FC tiveram mais tempo a bola em seu poder mas foram impedidos de chegar perto da baliza como desejavam devido à organização adversária. Os BOCA surpreenderam e inauguraram o marcador logo no minuto inicial num bom lance de Ricardo Pereira. Continuavam melhores no encontro e aos 5 minutos, de livre direto, João Pantoja disfere um fantástico pontapé não dando quaisquer hipóteses de defesa ao guarda-redes contrário. Os Mamas FC aumentaram a intensidade e aos 13 minutos aproveitaram uma perda de bola do adversário para em contra-ataque reduzirem após remate de Diogo Monteiro já de ângulo apertado. Até final da 1ª parte a luta pela disputa da bola a meio-campo evidenciou-se, ainda assim foram os BOCA que estiveram mais perto de marcar. Ao intervalo: 2-1. O segundo tempo começou e desenrolou-se tal como tinha terminado o primeiro, os BOCA não queriam arriscar demasiado enquanto que os Mamas FC procuravam soluções que dessem o empate. Empate esse que nunca surgiu e aos 40 minutos os BOCA fazem o golo que garante a vitória, por Nuno Belchior, após exímia combinação ofensiva que desmontou por completo a defesa dos Mamas FC.

 

CP4L 4-5 BOCA

Final da Taça Sevens com vencedor incerto até ao último minuto. A CP4L marcou primeiro mas cedo os BOCA deram a volta e já no segundo tempo a CP4L chega ao empate e obriga os BOCA a puxar dos galões para chegar à vitória. A CP4L adiantou-se no marcador à passagem do minuto 7 por Ricardo Carvalho, poderiam ter dilatado essa vantagem aos 11 minutos mas desperdiçaram um pontapé de penálti. No minuto seguinte em contra-ataque João Pantoja deixa um adversário para trás, corre campo fora e serve de bandeja Edgar Graça para o 1-1. A reviravolta no marcador foi consumada aos 15 minutos quando, de livre direto, João Pantoja aplicou um forte remate à entrada da área. Até final o resultado não mais se alterou, a CP4L mostrou-se bastante rematadora mas pela frente esteve um guarda-redes em excelente plano, Pedro Duarte. No segundo tempo os BOCA estiveram mais preocupados em manter a vantagem mas a CP4L igualou a 2 aos 32 minutos por Diogo Pereira após livre direto. A resposta dos BOCA não se fez esperar, aos 36 minutos Edgar Graça faz o bis de penálti e aos 40 minutos num ataque rápido Ricardo Pereira finaliza para o 4-2. A partida parecia controlada até que aos 44 minutos Diogo Ferreira reduz para a diferença mínima, colocando dúvidas sobre o vencedor da Taça. Dúvidas essas que foram desfeitas já perto do fim, aos 48 minutos, por Manuel Braga que com pontapé de ressaca à entrada da área faz a bola entrar junto ao canto inferior. Até final Ricardo Carvalho (CP4L) ainda aproveitou um erro defensivo para bisar na partida, reduzindo para 5-4 mas já não havia tempo para mais e os BOCA ficaram com a Taça.

 

BOCA – VENCEDORES DA TAÇA SEVENS LISBOA

 

Belém                                                                                                                               

Domingo, 16 de Julho.

18h00 – Atlético Calcitrin 1-10 CP4L (Taça Sevens Lisboa – Meia-Final)

19h00 – BOCA 3-1 Mamas FC (Taça Sevens Lisboa – Meia-Final)

20h30 – CP4L 4-5 BOCA (Taça Sevens Lisboa – Final)

 

PASTÉIS VINTAGE, GRD OS FIXES E UNITED FC JÁ CARIMBARAM A SUA PRESENÇA NA FINAL FOUR DA COMPETIÇÃO! BOCA E RECREATIVO DO LIBOLO JOGAM NO PRÓXIMO SÁBADO A ÚLTIMA VAGA!

 

Unidos Sporting Clube 3-4 Pastéis Vintage

Apito para o início do jogo e foi preciso esperar apenas dez segundos para se gritar golo, com Carlos Silva (Pastéis Vintage) a ganhar a bola na zona defensiva dos Unidos SC e a rematar certeiro. Entrada forte dos Pasteis que resulta em novo golo aos quatro minutos, desta feita de Rúben Rocha com assistência de Carlos Silva. Os Unidos iam tendo dificuldades em criar jogo, face a uma pressão forte ao portador da bola por parte do seu adversário. O melhor que os Unidos conseguiram foi reduzir através de Filipe Ataide, num remate forte à entrada da área.A primeira parte chegaria ao fim com o resultado em 2-1, numa partida superior por parte dos Pasteis, a terem mais bola e mais oportunidades. Inicio de segunda parte melhor por parte dos Unidos, a encostarem os Pasteis à defesa. No entanto a superioridade não foi convertida em golo. Na marcação de um canto, Carlos Silva (Pasteis) a marcar novamente, e a apresentar-se como o homem do jogo. Os Unidos iam tentando recuperar, mas César Pinto a não ter grande apoio por parte dos colegas, conseguindo apenas deixar a sua marca no jogo ao minuto 38 com um golo (3-2). O jogo a voltar a ser repartido e emotivo, com as duas equipas perto do golo. Até ao final do jogo mais dois golos, o primeiro para os Pasteis Vintage na marcação de uma grande penalidade e três minutos depois os Unidos a reduziram para 4-3. Resultado favorável para os Pasteis a premiar a sua excelente primeira parte.

.

GRD Os Fixes 5-0 Aston Bilha

Vitória do GRD Os Fixes, beneficiando da falta de comparência do seu adversário.

.

United FC 4*-4 T.B.V. Brooklyn

A 1ª parte deste jogo foi bastante equilibrada, mas o United FC teve mais posse de bola e criou mais algumas oportunidades de golo. Esta equipa fez dois golos quase de seguida logo no início da partida, apanhando o seu adversário de surpresa, colocando-se assim a vencer por 2-0 com apenas 3 minutos jogados. A resposta do TBV Brooklyn surgiu ao minuto 11 fazendo o 2-1, mas é novamente United FC a fazer o 3-1 logo no minuto seguinte. Até ao intervalo o TBV Brooklyn ainda volta a reduzir, mas já mais perto do apito para o descanso surge ainda o 4-2 para o United FC. Na 2ª parte o TBV Brooklyn entra mais dominador tendo mais posse e mais oportunidades de golo, reduz para 4-3 logo aos 2 minutos da 2ª parte e depois de já parecer que não iriam conseguir o golo do empate, heis que surge esse tão desejado golo no último lance do encontro, levando a partida para as grandes penalidades. Nos penaltis a sorte sorriu à equipa que passou a maior parte do encontro a vencer, beneficiando os United FC de uma grande penalidade falhada pelo seu adversário para vencer por 3-2 e apurar-se para a Final Four da Liga de Verão.

.

Alvalade

Quinta-Feira, 13 de Julho.

22h30 – Unidos Sporting Clube 3-4 Pastéis Vintage (Liga de Verão – Quartos-de-Final)

 

Domingo, 16 de Julho.

17h00 – GRD Os Fixes 5-0 Aston Bilha (Liga de Verão – Quartos-de-Final)

21h00 – United FC 4*-4 T.B.V. Brooklyn (Liga de Verão – Quartos-de-Final)

.

Adiamentos:

Sábado, 22 de Julho, 21h00 – BOCA vs Recreativo do Líbolo (Liga de Verão – Quartos-de-Final)