Registar

Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

 

ATUAIS CAMPEÕES DA 2ª LIGA (SPADJA PÉ) COMEÇAM TAMBÉM COM OS DESEJADOS 3 PONTOS!

 

Trolhas FC 6-2 Colinas Cruzeiro FC

Falta de eficácia das Colinas Cruzeiro não permitiu um resultado mais equilibrado. Os Trolhas mostraram-se a bom nível no 1º tempo, fazendo as redes contrárias abanar por 4 vezes. Foram várias as vezes que Os Trolhas optaram pelo futebol direto e aos 5 minutos resultou em golo, após forte remate de José Pinto. Aos 10 minutos na sequência de um contra-ataque aumentaram a vantagem para 2 golos. O terceiro golo surgiu aos 15 minutos num golpe de cabeça de José Pinto, bisando assim na partida. O quarto e último tento da 1ª parte nasceu novamente após futebol direto, aos 20 minutos. Na 2ª parte as Colinas Cruzeiro continuaram a acumular situações de golo desperdiçadas e Os Trolhas aproveitaram para dilatar ainda mais a vantagem, para 5 golos, ao 30 minutos. A resposta das Colinas não se fez esperar e reduziram o marcador aos 33 minutos de jogo (5-1). Aos 42 minutos, Luís Laço aproveita um erro defensivo fazendo assim o 6-1. Até final registo para um golo de belo efeito de Ivan Sousa, aos 48 minutos.

MVP Trolhas FC: José Bruno Pinto

MVP Colinas Cruzeiro FC: Gil Melo

.

Spadja Pé 4-2 Artistas da Farinha

Spadja Pé a iniciar uma nova época, agora na SuperLiga depois de terem vencido a 2ª Liga, estando do outro lado uma equipa que passa do Futebol 5 onde tinha feito uma competição interessante. Os Artistas entraram melhor no jogo e chegaram logo ao golo ao minuto 4 por intermédio de João Nuno Soares, que apenas teve que desviar perto da baliza. A equipa dos Spadja Pé a ter mais bola, mas com os Artistas a fecharem o seu meio campo com os 7 jogadores muitas vezes atrás da linha da bola. Surgiu assim o 2-0, contra a corrente do jogo, João Nuno Soares a pegar na bola a meio campo e a conseguir ganhar metros em velocidade, e só com o guarda-redes pela frente apenas teve que desviar a bola do mesmo. O intervalo chegava com o resultado em 2-0, a penalizar os Spadja Pé, que não iam conseguindo ter criatividade para furar a muralha contrária. O intervalo acabaria por fazer bem à equipa dos Spadja Pé que passados dois minutos chegavam ao golo, marcado por Paulo Madaleno. E ainda antes da meia hora de jogo, José Raimundo a deixar o aviso de livre direto, em que a bola bate na barra, e logo depois a marcar, novamente de livre direto, fazendo assim o empate na partida. Os Artistas iam tendo bastantes dificuldades em jogar em posse, privilegiando o passe longo e o despejar bolas na frente algo que não era esperado por uma equipa que vinha do futsal. A reviravolta no marcador acabaria por chegar de forma natural, através de um golo de Bruno Ribeiro, numa boa jogada de equipa. Os Artistas da Farinha acabam mesmo a segunda metade com números desastrosos, apenas 1 remate à baliza e outro ao lado que pouco assustaram o guarda-redes Vitor Almeida. O resultado viria a fechar já aos 50 minutos numa falha de comunicação de Pedro Tavares e o seu guarda-redes, aproveitada por José Raimundo para fazer o seu segundo golo no jogo, e o 4-2 final. Spadja Pé a iniciar a liga com uma vitória merecida pelo que fizeram no segundo tempo, enquanto os Artistas, claramente a terem que se adaptar a um novo jogo e ainda à procura da melhor posição para cada um dos seus jogadores.

MVP Spadja Pé: André Cardita

MVP Artistas da Farinha: João Nuno Soares

.

ADA 1-6 Água Suja Poluida

Início de jogo dividido, com as duas equipas a terem oportunidades para marcarem mas num lado o guarda-redes dos ASP e do outro a barra, ia impedindo que o marcador se alterasse. O primeiro golo da partida acabou por ser marcado pelos ASP, através de uma jogada coletiva, que termina num passe para o espaço fazia, onde aparece Ruben Pratapshinh a conseguir chegar ao esférico e a desviar do improvisado guarda-redes dos ADA. A resposta não se fez esperar, e volvidos dois minutos um novo golo, agora para os ADA, numa jogada de insistência que acaba por ser bem aproveitada por João Gonçalves que apenas teve que desviar já perto da linha de baliza. O jogo continuava bastante interessante com a equipa do ADA a ter mais bola mas a não conseguirem finalizar de forma certeira. E no futebol quem não marca sofre, e foi isso que acabou por acontecer, em mais uma jogada coletiva de qualidade por parte dos ASP, com João Gonçalves de calcanhar a isolar Miguel Xavier que na cara do guarda-redes só teve que desviar a bola, fazendo o 2-1, resultado que iria para a segunda parte. A segunda parte não começou da melhor forma para a equipa do ADA, com novo golo sofrido, Kristian Lanberti a tentar fazer o corte a meio campo acabou por bater o guarda-redes da sua própria equipa. Numa segunda parte mais dividida em oportunidades e remates que a primeira, a ASP acabaria por ir aumentando o resultado de forma progressiva, com Karim M. a marcar o 4-1, num desvio oportuno já dentro da área, e Afonso Caio depois de uma recuperação de bola a meio campo a fazer o 5-1. Já na parte final do jogo Francisco Paim fechava o resultado num remate de fora da área. Resultado que não demonstra o que se passou em campo, com uma partida bastante equilibrada, com as duas equipas a mandar no jogo em fases diferentes, mas com a diferença a estar na baliza, com um Ricardo Estevens (Guarda Redes dos ASP) a estar em grande forma a conseguir encher a baliza, terminando o jogo com 14 defesas, e a ser a grande figura deste encontro.

MVP ADA: Kristien Lenberty

MVP Água Suja Poluida: Ricardo Estevens

 

Belém

Terça-Feira, 04 de Abril.

22h00 – Trolhas FC 6-2 Colinas Cruzeiro FC (Superliga Semanal – 1ª Jornada)

 

Quarta-Feira, 05 de Abril.

21h00 – Spadja Pé 4-2 Artistas da Farinha (Superliga Semanal – 1ª Jornada)

22h00 – Bonde Sem Freio 5-0 Team 7 (Superliga Semanal – 1ª Jornada)

23h00 – ADA 1-6 Água Suja Poluida (Superliga Semanal – 1ª Jornada)